• A Única com 7 Piscinas

    • Home
    • News
    • Single News

Blog

Screen Shot 2017-09-15 at 15.53.29

Baixa Umidade do Ar e Atividade Física

O tempo seco faz com que as partículas de poluição fiquem em suspensão. Quando está calor, esse quadro se agrava, porque as partículas ficam mais evidentes. Com a queda da umidade, as vias aéreas ficam mais ressecadas, favorecendo a intensificação de problemas respiratórios.

Quando passamos por longos períodos sem chuvas, as pessoas com histórico de doenças respiratórias, ficam ainda mais vulneráveis. Mas não somente elas devem se preocupar, pois ao respirar o ar seco, todos nós levamos ao pulmão partículas de poluição.

E de acordo com o médico do esporte e cardiologista Marconi Gomes da Silva, diretor científico da Sociedade Mineira de Medicina do Exercício e do Esporte (Smexe), durante as atividades físicas respiramos pela boca, aumentando a inalação de ar que não foi adequadamente aquecido pela mucosa do nariz. Isso pode provocar irritação nas vias aéreas e uma crise de asma em pessoas com predisposição à doença.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade do ar deve estar entre 45 e 50% para se ter uma prática saudável de atividade ao ar livre. Ultimamente, estamos abaixo do limite inferior aceitável. Segundo o Ministério da Saúde, a baixa umidade requer cuidados. A alta incidência dos raios ultravioleta somado à baixa umidade do ar, podem causar um sério risco à saúde. Com o calor, o tempo seco e a poluição, o ideal seria evitar atividades físicas ao ar livre. Inclusive, segundo especialistas, atividades aquáticas como natação e hidroginástica são altamente recomendadas.

Nadar para driblar o tempo seco

Atividades como natação, hidroginásticas, hidrobike e os demais esportes aquáticos são excelentes alternativas quando a umidade do ar está baixa e o ar pesado começa a incomodar. Esses tipos de exercícios são os mais recomendados, pois em um ambiente onde há piscinas, a umidade do ar é maior do que em locais abertos, o que ajuda a diminuir a constante agressão causada pelo ar seco ao sistema respiratório.

Benefícios para o sistema respiratório

Aqueles que sofrem com bronquite, asma e outras doenças respiratórias sentem uma enorme melhora com a prática de exercícios na água. Isso porque a natação trabalha muito a respiração, fortalece o pulmão e diminui o ressecamento das vias aéreas nos períodos de baixa umidade.

Lembrando que, com o clima seco, é muito importante prestar atenção na hidratação e alimentação também.

facebooktwittergoogle_plusmailby feather

Deixar um comentário: