• A Única com 7 Piscinas

    • Home
    • News
    • Single News

Blog

Screen Shot 2018-07-24 at 11.11.32-min

A importância de aprender a nadar enquanto é criança

O caso dos doze meninos e seu treinador, que ficaram presos em uma caverna na Tailândia, deixou um alerta para todos nós e trouxe à tona a discussão sobre quando uma criança deve aprender a nadar.

Globalmente, as maiores taxas de afogamento estão entre as crianças de 1 a 4 anos, seguidas pelas crianças de 5 a 9 anos. O afogamento é uma das 5 principais causas de morte para pessoas de 1 a 14 anos em 48 países, segundo dados do World Health Organization. No Brasil, o afogamento é a principal causa de morte de crianças de um a quatro anos!

Caso dos meninos que ficaram presos em caverna na Taiândia.

Caso dos meninos que ficaram presos em caverna na Tailândia.

Cuidados e prevenção

O adulto que não sabe nadar, tem noção dos riscos que pode correr perto da água, porém um bebê ou criança não tem essa noção, eles apenas querem brincar.

É muito importante que os pais ensinem os filhos a nadar desde cedo. Além disso, todo cuidado não é de mais. Os pais precisam determinar quem vai ficar de olho em cada criança. Sempre um adulto responsável deve estar presente quando se trata de um ambiente aquático (mesmo que a criança já saiba nadar), pois imprevistos podem acontecer. É preciso cuidar também com as boias e tipos de flutuadores, pois eles não são 100% seguros, e a criança pode virar.

Desenvolvimento da criança

Os pais matriculam seus filhos em aulas de natação por diversos motivos, incluindo segurança, exercícios e interação social. Além das considerações acima sobre segurança, a natação oferece diversos outros benefícios físicos e psicológicos.

Na fase de 3 a 6 anos, a criança vai deixando o elo de ligação com os pais e passa a interagir mais com outras crianças e adultos.

As crianças de um modo geral, têm mais facilidade em aprender do que um adulto, fazendo deste um ótimo momento para aprender a nadar.

Os primeiros anos de vida são marcados por intensos processos de desenvolvimento, sendo uma fase determinante para a capacidade cognitiva e sociabilidade do indivíduo, por isto nesta fase é preciso oferecer inúmeros estímulos. O movimento é essencial para que o bebê e a criança coletem informações, pois ao repetir as experiências de movimento são criadas vias neurais que formam redes mais complexas que dirigem o seu desenvolvimento superior.

Ao longo do seu crescimento, passando pela 1ª infância e 2ª infância com o amadurecimento do sistema nervoso, a criança vai dominando melhor o seu corpo no espaço, no tempo e refinando a sua coordenação motora, equilíbrio, postura e outras aptidões físicas, mas para isto é preciso que ela se movimente! E a água é uma das melhores opções para isto, um presente para a vida toda!

Saúde e segurança

A natação é uma excelente forma de exercício cardiovascular de baixo impacto. Os corpos das crianças estão constantemente mudando à medida que se desenvolvem e crescem e é importante que eles façam exercício suficiente para queimar o excesso de energia e gordura. Queimar esse excesso de energia ajudará seu filho inclusive a ter uma boa noite de sono (que por si só, já tem vários benefícios).

A natação também ajuda a desenvolver ossos e músculos fortes e promove flexibilidade e coordenação. De acordo com recente pesquisa da marca Speedo, a natação também pode ajudar a reduzir o estresse e aliviar a tensão.

É importante, no entanto, que as crianças aprendam a respeitar a água o mais cedo possível, pois mesmo os mais confiantes dos nadadores podem ter problemas na água. As crianças devem sempre ser supervisionadas em torno da água, mesmo depois de terem aprendido a nadar.

Autoconfiança e habilidades para a vida

Com cada nova braçada que uma criança aprende, eles estarão desenvolvendo autoconfiança e um senso de realização. Aprender a nadar também ajudará seu filho a aprender como estabelecer metas e perseverar até que ele(a) alcance-as. O esporte mostra que eles podem alcançar seus objetivos com dedicação e prática.

facebooktwittergoogle_plusmailby feather

Deixar um comentário:

Fale pelo Whats!