Como prevenir e evitar afogamentos no mar e na piscina?

De imediato, podemos dizer sem enrolação: saber nadar é um fator essencial para não se afogar. Saber como se comportar em momentos de desespero também é fundamental.

Além disso, a atenção, principalmente dos pais em relação às crianças, e um comportamento preventivo e mecanismos de segurança aquática são fatores chave para EVITAR tragédias.

Por que estamos batendo neste assunto? Como todo fim e início de ano, época das praias e piscinas lotadas, se tornou comum assistir a notícias de mortes ocasionadas por afogamentos, decorrentes, principalmente, por estes dois fatores citados acima.

Levantamento feito pela ONG Criança Segura mostrou que 1115 crianças, menor de 1 ano a 14 anos, morreram em acidentes envolvendo afogamentos em 2011 – ano do último estudo apresentado no site da organização. Infelizmente isso representa uma das principais causas de mortes infantis no país, ficando atrás apenas de acidentes com carro.

Mas como prevenir e evitar que isso ocorra? Conversamos por cerca de 30 minutos com Fernando Amaral, professor da escola Amaral Natação, referência nesse assunto desde 1982, ano em que iniciou as primeiras atividades de orientação de salvamento e auto salvamento aos alunos.

Confira abaixo:

Amaral WhatsApp
Enviar Mensagem para Amaral